Julia e o pé de feijão

| 1 Comentário

Pausa para meditação. Pausa para uma ilustração.

Tem gente que odeia coisas fofas, bonitinhas etc.Mas eu vou fazê-las a vida inteira. Não tenho culpa se tudo isso é uma forma de blindagem em razão de tanto desrespeito com o ser humano, violência, sensacionalismo barato, busca pelo poder e pelo dinheiro e tantas coisas tão supérfluas e desnecessária deste mundo contemporâneo. Ah, mas a minha ilustração é para homenagear a Júlia minha netinha de 2 anos e meio que festejou o nascimento de um pé de feijão que a mãe dela plantou. E isso não é supérfluo. É sinal que ainda há vida inteligente na terra.

jujueopédefeijao1

Para quem gosta de arte deixo a dica de um livro que entre outros tipos de arte fala sobre o “bonitinho e fofo” com competência.

“A Arte como terapia” do filósofo contemporâneo Alain de Botton e John Armstrong.  Vale a pena a leitura.

One Comment

  1. Muito lindo! Você é uma artista sensível e de grande talento! Admiro seu trabalho!

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.